Logomarca Sinmetal

Notícias destaques

Vítima da crise econômica promon fecha escritório no Rio de Janeiro e demite cem profissionais

10/03/2017 | Petronotícias


Uma das notícias mais tristes para a engenharia brasileira este ano, até agora. A crise da nossa economia, notadamente no setor de petróleo e gás, fez mais uma vítima. Uma vítima de peso. A Promon Engenharia fechou seus escritórios no Rio de Janeiro, depois de 50 anos de atuação. Cerca de 100 pessoas foram demitidas e parte do efetivo carioca foi transferido para a sede da empresa, em São Paulo. Neste momento todas as sedes fora de São Paulo estão fechadas. Apenas um pequeno escritório de obras na cidade de Candiota, no Rio Grande do Sul, está em operação. O Gerente de Comunicação da Promon, Filipe Olmos, diz que é a realidade do mercado a responsável pelas decisões duras, mas necessárias para a sobrevivência da empresa:

“Você sabe do que estamos falando. A crise da economia é responsável por essas decisões, que foram fundamentais para a sobrevivência da empresa. A Promon continuará a atender às obras a partir de sua sede, em São Paulo.”

O Grupo Promon, desde sua fundação, em 1960, deixou sua marca no desenvolvimento de diversos segmentos de infraestrutura no Brasil e em outros mercados, participando de grande número de empreendimentos de expressão No início de 2017, algumas mudanças foram implementadas na companhia. Uma delas foi a sucessão do Diretor-Presidente da Promon S/A, Luiz Fernando T. Rudge(foto abaixo) A posição passou a ser exercida por Luís Eduardo Cardoso(foto principal), profissional com mais de dezenove anos de experiência na Promon, entre elas a Presidência da PromonLogicalis, empresa do Grupo líder em integração de sistemas de informação e comunicação em toda a América Latina. Luiz Fernando passou a se dedicar integralmente à Presidência do Conselho de Administração, função que já exercia.presidente do conselho

A Promon é uma das mais importantes e respeitadas empresa de engenharia dedicada a soluções de infraestrutura para setores-chave da economia, como energia elétrica, indústrias de processo e manufatura, infraestrutura e edificações especiais, meio ambiente, mineração e metalurgia, óleo e gás, química e petroquímica. Durante mais de cinquenta anos de atividade, um dos mais expressivos conjuntos de projetos já realizados por uma empresa nacional nas áreas de infraestrutura, no Brasil e no exterior. O portfólio inclui refinarias de petróleo, unidades petroquímicas, terminais marítimos, usinas geradoras de energia hidrelétrica, termelétrica e nuclear, sistemas de transmissão de energia, plantas siderúrgicas e de mineração, indústrias automotiva e aeronáutica, centros empresariais e comerciais, além de projetos ferroviários e de transportes urbanos.

Confira a notícia na íntegra.

O SINMETAL não é responsável pelas notícias aqui transcritas, são apenas reproduções da mídia.

Filiado ao Sistema FIRJAN
Associe-se ao Sinmetal