Logomarca Sinmetal

Notícias

Bovespa tem 4ª queda seguida com cautela por cena política local

26/09/2017 | G1


Principal índice de ações da B3 recuou 0,17%, 74.318 pontos, acumulando perda de 2,22% em quatro pregões.

O principal índice de ações da bolsa paulista, a B3, fechiu em queda na terça-feira (26/09) pelo 4º pregão seguido, após perder o patamar dos 75 mil pontos na véspera, com investidores preferindo a cautela enquanto esperam a leitura da denúncia contra o presidente Michel Temer e de olho nas tensões entre Coreia do Norte e Estados Unidos.

O Ibovespa recuou 0,17%, a 74.318 pontos, acumulando perda de 2,22% em quatro pregões.

Cenário local e externo

O adiamento da leitura da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, que não aconteceu na véspera devido a falta de quórum na sessão, leva agentes de mercado a questionar o andamento das propostas de reformas no Congresso, especialmente a da Previdência

A cena política também mantém no radar a expectativa em torno das negociações sobre o novo Refis, programa de renegociação de dívidas tributárias. Nesta manhã, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o texto está em discussão, mas não foi finalizado.

No exterior, as tensões geopolíticas ainda despertavam alguma cautela, embora os investidores mostrassem menos preocupações, após declarações dos Estados Unidos, destacando que os esforços diplomáticos para lidar com a crise provocada pelos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte continuam.

Destaques do dia

Klabin Unit caiu 3,5%, Suzano teve baixa de 3,05% e Fibria ON perdeu 2,99%, com os papéis do setor de papel e celulose liderando a ponta negativa do Ibovespa, apesar da alta do dólar ante o real, que tende a favorecer as empresas exportadoras.

Cemig PN caiu 2,31%. No radar estava a proposta de aumento de capital proposto pela elétrica mineira, com a visão positiva amparada na expectativa de que os recursos sejam usados para redução de dívida, enquanto a pressão vinha do valor proposto abaixo do último fechamento e da eventual possibilidade de a empresa usar os recursos para aquisições, destaca a Reuters.

Petrobras PN caiu 1,77% e Petrobras ON perdeu 1,1%, em linha com o movimento dos preços do petróleo no mercado internacional.

Vale ON subiu 1,32%, em movimento de recuperação após cair nos cinco pregões anteriores, acumulando perda de 9,2% no período.

Confira a notícia na íntegra.

O SINMETAL não é responsável pelas notícias aqui transcritas, são apenas reproduções da mídia.

Filiado ao Sistema FIRJAN
Associe-se ao Sinmetal