Logomarca Sinmetal

Notícias

Bancos melhoram previsão para o PIB em 2017 após número do 3º tri

04/12/2017 | O Globo


Novas projeções já chegam a 1,1%, como no caso do Goldman Sachs

Os bancos já começam a melhorar suas previsões para o crescimento da economia este ano, depois de o IBGE ter divulgado nesta sexta-feira (01/12) os números sobre o Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre com revisões positivas para os meses anteriores. O americano Goldman Sachs elevou de 0,9% para 1,1% sua expectativa para o PIB de 2017, enquanto o Bradesco BBI aumentou a sua de 0,6% para 1%. A MB Associados, por sua vez, aumentou sua estimativa de 0,9% para 1%. Santander e Itaú continuam esperando alta de 0,8% mas já anunciaram que o viés agora é de alta - o banco espanhol vê possibilidade de o número chegar a 1,1%.

— Aumentou muito a probabilidade de o PIB mostrar um crescimento de 1% ou de 1,1% em 2017. Além do efeito estatístico, isso também emite sinais mais auspiciosos para o crescimento da economia no próximo ano, para o qual prevemos avanço de 3,2%, acima da mediana de mercado — afirmou o economista Rodolfo Margato, do Santander.

"No geral, a economia praticamente não cresceu em 2015 (0,5%) e experimentou uma intensa contração tanto em 2015 (-3,5%, com demanda doméstica caindo (6,3%) como em 2016 (-3,5%), com demanda interna caindo 5,1%). Os últimos três anos foram extremamente desafiadores mas a recessão agora parece ter passado para o retrovisor", observou em relatório o economista-chefe para Amércia Latina do Goldman Sachs, Alberto Ramos.

Segundo ele, "as dinâmicas de crescimento da economia melhoraram e se ampliaram no terceiro trimestre" puxadas pela demanda interna, e a "expansão do investimento interrompeu uma longa sequência de 15 trimestres consecutivos de declínio a uma média trimestral anualizada de 8,5%."

Em relatório, o Bradesco BBI atribuiu sua revisão sobretudo à mudança dos dados referentes aos trimestres anteriores.

"Como grande parte da surpresa positiva está em dados passados, os números do 3º trimestre não alteram materialmente a visão do banco para os próximos trimestres (...) No entanto, o 'carryover' mais positivo do 2º trimestre representa um viés ascendente significativo para o PIB deste ano", disse o banco. "Os investimentos finalmente ganharam força, mas o consumo continua sendo um motor de crescimento."

Já o Itaú Unibanco, em relatório, afirmou que o PIB no 3º trimestre "impõe um viés de alta para nosso cenário de crescimento do PIB 2017."

"A recuperação na demanda doméstica reforça o sinal dos indicadores mensais de que a recuperação está cada vez mais disseminada, ainda que ocorra em ritmo gradual (...) Olhando à frente, os fundamentos econômicos melhores, em especial no que tange à taxa de juros, devem manter a recuperação", acrescentou.

Confira a notícia na íntegra.

O SINMETAL não é responsável pelas notícias aqui transcritas, são apenas reproduções da mídia.

Filiado ao Sistema FIRJAN
Associe-se ao Sinmetal